Picos(PI), 02 de Julho de 2022
Picos(PI), 02 de Julho de 2022

Educação
:::
Alunos do IMH destacam importância da Academia de Letras Irmã Maria Helena Matias para vida estudantil e pessoal
Postado em 28/03/2022 por Redação
A Academia de Letras escolar Infantojuvenil celebra oito anos de fundação.
Tamanho da fonte A A
Acadêmica Wianica Neri
Foto: Folha Atual

Nesta segunda-feira (28 de março) um dos maiores projetos educacionais do Instituto Monsenhor Hipólito (IMH), a Academia de Letras Escolar Infantojuvenil Irmã Maria Helena Matias, celebra oito anos de fundação. Para fazer memória e reconhecimento a esta trajetória, algum membros acadêmicos destacaram a importância da mesma para sua vida estudantil e pessoal.

A Academia de Letras Escolar Infantojuvenil do IMH tem como objetivo despertar nos alunos e professores o hábito da leitura e da escrita, desenvolvendo assim projetos voltados para a literatura.

Um destes alunos é a acadêmica, Wiânica Néri, que destacou a contribuição da Academia para sua vida estudantil.

“Eu acredito que a Academia de Letras tem uma importância muito grande, tanto no aspecto estudantil porque a Literatura é muito importante para prestar vestibulares, mas também como uma forma de despertar nos jovens esse interesse, esse olhar para a leitura, para o mundo literário. Praticamos diversas atividades desde sarau, bate-papos literários, Auto de Natal, concursos de poesias, redação”, disse a aluna da 3ª Série A do Ensino Médio.

Acadêmica Wiânica Néri

A Academia de Letras tem uma representatividade forte na vida de seus membros, como ressalta a aluna do 9° Ano do IMH, Lohane Macêdo Barros. Começando desde cedo como amiga-literária e há três anos se tornando membro oficial, Lohane comenta sobre suas vivências no projeto escolar.

“Eu fico muito lisonjeada por tamanha oportunidade, eu venho participando da Academia desde o seu início. Desde o 1° Ano do Fundamental I eu venho participando como amiga literária. Há três anos fiz um teste e passei para acadêmica literária. Já vivenciei muitas coisas, contato com outros colegas. Também gostaria de pontuar que a escolha do nome da Irmã Maria Helena foi uma escolha muito pertinente, pois ela foi diretora do IMH, professora e amante das Artes”, frisou Lohane Macêdo Barros.

Acadêmica Lohane Macêdo

A aluna do 9° Ano do IMH, Cibelle Rodrigues, reforça que a Academia de Letras tem sido um importante instrumento para ampliar seu horizonte literário e linguístico.

“A Academia de Letras é um dos maiores projetos do Instituto Monsenhor Hipólito. Ele é do 6° Ano ao 3° Ano do Ensino Médio. É muito importante nas nossas vidas, pois tem me ajudado no aumento do vocabulário, melhora da escrita, na interpretação. Esse projeto na minha vida é importante, pois sei que vai agregar na minha vida tanto agora quanto no futuro”, pontuou. 

Acadêmica Cibelle Rodrigues          

No período da pandemia, os encontros presenciais da Academia de Letras passaram a ser online. Mesmo nesse período as atividades continuaram sendo desenvolvidas de forma intensa como explica a aluna do 9° Ano do IMH, Maria Eduarda Lapinski.

“Aqui desenvolvemos muitas atividades como saraus presenciais e online. Por conta da pandemia, os nossos encontros presenciais passaram a ser online. Além disso, realizamos rodízios de leitura, resenha, bate-papo literário, tivemos o bate-papo virtual com a escritora Sueli Gonçalves. Para este ano, já estamos organizando os encontros presencialmente seguindo todas as normas de proteção contra o vírus. A Academia de Letras vem contribuindo bastante para o meu desenvolvimento na escola e crescimento pessoal. Passei a ler mais, obter novos conhecimentos, novo vocabulário e isso me ajuda bastante nas provas e atividades colegiais. Posso dizer que a Academia me mudou sim para melhor”, concluiu.

Acadêmica Maria Eduarda Lapinski

Acadêmicas e suas respectivas cadeiras

WIÂNICA NÉRI - 3ºSÉRIE B - CADEIRA 81 - PATRONO CASIMIRO DE ABREU

CIBELLE SOUSA - 9ºANO A - CADEIRA 32 - PATRONO LUIZ GONZAGA

LOHANE BARROS  - 9ªANO A - CADEIRA 20 - PATRONA CECÍLIA MEIRELLES

MARIA EDUARDA LAPINSKI - 9ºANO A - CADEIRA 42 - PATRONO TOQUINHO

Academia de Letras Irmã Maria Helena Matias

O projeto da Academia de Letras Escolar Infantojuvenil Irmã Maria Helena Matias é coordenado pela professora da Área de Linguagens e suas Tecnologias, Hosana Brito. O mesmo segue os moldes de uma Academia de Letras Oficial e é ocupado por alunos do 6° Ano à 3ª Série do Ensino Médio que se identificam e têm muita afinidade com leitura, produção escrita, artes, literatura. Assim, ocupam cadeiras e têm o seu patrono de acordo com sua escolha. À medida que vagas surgem, cadeiras são ocupadas por novos membros.

Coordenadora da Área Hosana Brito

Biografia da Irmã Maria Helena Matias

Maria Helena Matias nasceu no dia 21 de janeiro de 1929 em Arara, município de Caucaia – CE. Filha de João Pereira Matias de Paula e Florisbela Menezes Matias.

Maria Helena aprendeu as primeiras letras no povoado onde nasceu, numa Escola Reunida Júlio Gomes, onde foi alfabetizada aos 5 anos de idade, desde então manifestando a sua paixão pela literatura. Paixão essa alimentada pelos cordéis que seu pai trazia da feira para, orgulhosamente, ouvi-la ler.

A necessidade de continuar os estudos levou-a para Caucaia. Fez o curso primário no Grupo Escolar Branca Carneiro de Mendonça. Aprovada no exame de admissão, ingressou no Curso Ginasial do Instituto Justiniano de Serpo em Fortaleza – CE.

Trabalhando na Prefeitura, foi convidada pelo vigário para fazer parte do coral da matriz Nossa Senhora dos Prazeres. Foi aí que ela teve os primeiros contatos com as Irmãs Cordimarianas. A partir de então, seus interesses começaram a mudar e surgiu o interesse pela vida religiosa. Após muita reflexão e estudo, decidiu ingressar na vida religiosa. Era o ano de 1953.

Só depois de sua primeira profissão, fez o Curso Pedagógico no Colégio Nossa Senhora das Graças em Fortaleza – CE. Na Universidade Federal do Ceará concluiu o seu Curso Superior e a Pós-Graduação na Universidade Salgado de Oliveira.

Como religiosa trabalhou cinco anos em Acaraú – CE, no Colégio Virgem Poderosa, nove anos no Colégio Nossa Senhora das Graças em Fortaleza – CE, sendo transferida para o Instituto Monsenhor Hipólito, em Picos – PI. Era 05 de fevereiro de 1970.

Em Picos, a Irmã Maria Helena Matias trabalhou 34 anos, dedicando-se à educação de crianças e jovens no IMH, onde lecionava Português, Literatura e Inglês. Na educação pública, com o mesmo amor pela educação, ela lecionou na Escola Normal Oficial de Picos, ministrando aulas de Português, Literatura e Filosofia da Educação, no Colégio Marcos Parente, ministrando Inglês, além de Teoria da Literatura e Latim na Universidade Federal do Piauí.

Dizer SIM à vida religiosa, tornou a Irmã Helena plena e realizada, pois ela costumava dizer: “Era isso que eu buscava”. E para realizar plenamente a sua vocação, além de dedicar-se de corpo e alma à educação, ela ainda assumia vários serviços pastorais na comunidade acompanhando a grupo de casais, a catequese no Bairro Paroquial e participando do coral da Catedral Nossa Senhora

Comentários

Nenhum comentario realizado para esta materia
Não foi localizado registro para esta categoria!
 
  • Diretor Proprietário
    Edson de Sousa Costa
  • Repórteres
    Edson Costa
    Paula Monise
  • Revisão
    Equipe
  • Departamento Comercial
    Edson Costa
  • Folhaatual.com.br - Rua Coelho Rodrigues, 403 - 2º Andar - Centro - Picos - Piauí - Fone: (89) 3422-6652
  • Diretor Proprietário
    Edson de Sousa Costa
  • Repórteres
    Edson Costa
    Paula Monise
  • Revisão
    Equipe
  • Departamento Comercial
    Edson Costa
  • Folhaatual.com.br - Rua Coelho Rodrigues, 403 - 2º Andar - Centro - Picos - Piauí - Fone: (89) 3422-6652