Picos(PI), 21 de Novembro de 2019
Picos(PI), 21 de Novembro de 2019

Municípios
:::
Jornal escolar mobiliza estudantes e comunidade em Geminiano
Postado em 16/07/2019 por Redação
Jornal é mensal e discutido no universo escolar da cidade.
Tamanho da fonte A A
Turma que está desenvolvendo o projeto
Foto: Reprodução

O jornal escolar ‘Corujinha’, está revolucionando a forma de ver o mundo dos alunos da Escola Estadual Pedro Evangelista Caminha em Geminiano, cidade localizada a 18,7 km a Leste de Picos, nas margens da BR-407.

A ideia do Jornal Corujinha, segundo a diretora da referida escola, Inês Costa, é ampliar o conhecimento sociológico dos alunos, posto que o universo da sociologia pretende buscar reflexões inerentes ao complexo social como um todo, não somente particularizada em uma disciplina específica, ofertada em sala de aula.

 

O jornal tem periodicidade mensal

 

“É justamente isso. Nós entendemos que os alunos são portadores de múltiplos conhecimentos e habilidades desenvolvidas fora e dentro da escola, e que os projetos desenvolvidos dentro da mesma, proporcionam a possibilidade de dar vez e voz aos agentes escolares como protagonistas juvenis”, explica a gestora.

 

Comunidade local participa

 

Para Inês Costa, a percebida fragmentação do ensino por meio de disciplinas específicas, nesse caso a Sociologia, causa certo distanciamento por parte do aluno junto ao conteúdo sistematizado nos livros didáticos, com a história de vida dos próprios alunos.

 

Jornal começou com formato Fanzine

 

A gestora acredita que a prática da Comunicação Social em forma de jornalismo impresso, nesse caso específico, pode estabelecer uma espécie de diálogo entre as habilidades dos estudantes (saberes trazidos pelos alunos), além de gerar aproximação com os mais variados conteúdos.

 

Escola Estadual Pedro Evangelista Caminha

 

“Um grande exemplo dessa integração está na décima edição, onde encontramos a apropriação do aluno Robson, que relacionou as suas práticas de vaquejada com a concepção de poder para o sociólogo Marx Weber”, atesta Inês Costa.

 

Inês Costa, diretora da escola – Foto – Eliésio de Castro

 

O Jornal Corujinha

Na opinião do professor Ricardo de Moura, o nome Jornal Corujinha parte da ideia centrada em princípios da Filosofia, onde a coruja é o mascote da Deusa Atena na mitologia Grega, o que representa o conhecimento.

“Em discussões em sala de aula nós decidimos trazer esse conhecimento, ou seja, a corujinha para nos debruçarmos sobre vários temas dentro e fora da sala de aula”, revela o professor.

A edição de entrada do Jornal Corujinha ocorre pelos idos de 2018, mais precisamente no dia 25 de fevereiro daquele ano. Em suas páginas (tamanho A 4 simples e impressão monocromática), trouxe em suas linhas, conteúdo carregado de reflexões sociológicas acerca do verdadeiro sentido daquilo que conhecemos como Educação, além de suscitar as mais distintas percepções dos sujeitos, inseridos em seu ambiente escolar.

 

Mural da escola

 

O então pequeno hoje tabloide A 4 simples, iniciou suas publicações com variações entre cinco e seis páginas no máximo e em formato Fanzine.

 

Alunos e professores integram equipe de Publishers

 

Um Fanzine é uma aglutinação de fã e magazine ou zine. É uma publicação não profissional e não oficial, produzido por entusiastas de uma cultura particular fenômeno (como um gênero literário ou musical) para o prazer de outros que compartilham seu interesse.

 

Alunos e professores debatem a produção – Foto – Eliésio de Castro

 

E assim o Jornal Corujinha foi ganhando forma e se desenvolvendo ao logo dos meses após sua criação. Com uma periodicidade mensal, o Jornal Corujinha atravessou as fronteiras da sala de aula, e penetrou em reuniões de pais e mestres, gerou intercâmbio com outras escolas locais.

 

Começou entre cinco e seis páginas monocromáticas

 

O Jornal Corujinha, nas palavras do professor Ricardo de Moura, um dos idealizadores do projeto, teve sua produção inicial tímida e que foi ganhando forma no correr dos meses. Hoje o projeto conta com  participação  valiosa da própria comunidade de Geminiano, repassando informações em forma de texto à equipe do jornal.

“O projeto começou timidamente. Hoje temos um jornal com 12 ou 13 páginas. Então é um jornal que cresce a cada mês. Hoje, algumas pessoas da cidade contribuem com nosso projeto”, destaca o professor Ricardo de Moura.

A equipe de Publishers  

Os Publishers são os próprios alunos da Escola Estadual Pedro Evangelista Caminha, divididos em três turmas do ensino médio da referida unidade de ensino.

O aluno  Jairton James, disse que o jornal consegue aparente destaque no universo escolar, pois a equipe já realizou palestra em escolas como a Unidade escolar Marcos Parente em Picos. O assunto: O Jornal Corujinha.

 

 

Jairton James participa como redator –  Foto – Eliésio de Castro

 

“Mensalmente fazemos reuniões para definir nossa atuação dentro e fora da escola. Esse ano fomos na escola Marcos Parente falar da nossa incitativa”, comenta o redator Jairton James.

 

Alunos e professores integram equipe de Publishers

A coleta de informações, assim como sua devida distribuição e organização do material coligido, ocorre no início de cada mês na própria comunidade escolar, como também nos bairros da cidade de Geminiano.

 

Professor Ricardo de Moura, um dos idealizadores do Jornal Corujinha – Foto – Eliésio de Castro

 

Professor e aluno folheiam jornal

No sentido restrito de produção de um noticioso, seja ele impresso ou não, junta-se uma gama de conhecimentos e técnicas para a elaboração consistente e equilibrada deste. Nesse sentido, a participação de todos torna-se necessária. No caso do jornal Corujinha, a distinção acontece por conta de uma equipe de produção leiga em vários aspectos.

 

Joyce Moura é assistente social – Foto – Eliésio de Castro

Assim, Joyce Moura é assistente social e participa da iniciativa. De acordo com ela, o Jornal Corujinha leva riqueza para a comunidade escolar e fora dela, pois promove inclusão social através das suas linhas.

 

Alunos fazem reunião de pauta – Foto – Eliésio de Castro

“É uma oportunidade única e brilhante para os alunos e sociedade local por introduzir conhecimento para todo público envolvido, alunos, professores e a sociedade local. A inclusão aparece no momento em que se tem amplo contato e troca de conhecimento por parte de todos “, avalia.

 

Todos participam

 

Todos participam

 

Nessa mesma toada, o aluno Ramom Aparecido, membro da equipe de produção do Jornal Corujinha, expressa seu entusiasmo e satisfação em poder participar efetivamente do projeto. Segundo o aluno, é gratificante e enriquecedor receber e passar conhecimento.

 

Ramom Aparecido, integrante da equipe de produção – Eliésio de Castro

“É muito gratificante, pois quando estou fazendo o jornal eu aprendo com os outros e também passo o que tenho de conhecimento. É uma via-de-mão-dupla”, analisa o jovem estudante.

 

Professor e alunos discutem o projeto em sala de aula – Foto – Eliésio de Castro

E finalizando essa tira de produção de um jornalismo, o também aluno e integrante da referida equipe de produção,  Emanuel William, abordou os aspectos de dificuldades que um verdadeiro jornalista experimenta diariamente na busca por informações, além de saborear tais aspectos na prática.

Diz o neófito jornalista experimental que as dificuldades, no caso dele próprio, surgem por conta de fatores psicológicos, “pois a ansiedade é muito grande. Isso afeta muito o processo de produção, na minha opinião”, explica o aluno.

 

Emanuel William – Foto – Eliésio de Castro

Mas o processo de produção de um noticioso pode ser também prazeroso, posto que os alunos que participam do projeto Jornal Corujinha deixaram escapar a vontade implícita em cada um em cursar faculdade de Comunicação Social, já que a experiência porque passam eles, pode levá-los por tal caminho.

Circulação

O Jornal Corujinha é discutido no universo escolar de Geminiano a cada mês, onde o mesmo é exposto no mural da escola (versão colorida), sala dos professores (versão preto e branco).

 

Mural da escola

 

Mural da escola – Foto –  Eliésio de Castro

 

A novidade é que existe uma versão digitalizada, onde o referido informativo é exposto no blog da escola, no endereço filoartesgeminiano.blogspot.com e no aplicativo Século XXI. O Jornal Corujinha já está na sua 17 edição.

fonte: ENE 1

Comentários

Comentar
Nenhum comentario realizado para esta materia
 
  • Diretor Proprietário
    Edson de Sousa Costa
  • Repórteres
    Edson Costa
    Jailson Dias
    Paula Monise
  • Revisão
    Equipe
  • Departamento Comercial
    Edson Costa
  • Folhaatual.com.br - Rua Coelho Rodrigues, 403 - 2º Andar - Centro - Picos - Piauí - Fone: (89) 3422-6652
  • Diretor Proprietário
    Edson de Sousa Costa
  • Repórteres
    Edson Costa
    Jailson Dias
    Paula Monise
  • Revisão
    Equipe
  • Departamento Comercial
    Edson Costa
  • Folhaatual.com.br - Rua Coelho Rodrigues, 403 - 2º Andar - Centro - Picos - Piauí - Fone: (89) 3422-6652