Picos(PI), 24 de Fevereiro de 2019

Saúde
GRAVIDADE
Agrotóxico contamina em até 83,4% das amostras do leite materno
Postado em 16/11/2018 por Jailson Dias
A coleta do leite foi feita em 164 mulheres em pós-parto em Teresina; em 27 mulheres em Oeiras e 13 no município de Uruçuí
Tamanho da fonte A A
Agrotóxicos contaminam leite materno
Foto: Divulgação

O glifosato é o agrotóxico de maior risco potencial para a saúde humana por ser o mais comercializado no mundo, no Brasil e no Piauí. Baseado nessa constatação, o pesquisador Inácio Pereira Lima avaliou a contaminação do leite materno pelo agrotóxico glifosato em mães que deram à luz a seus filhos em maternidades públicas do Piauí, e constatou que 83,4% das amostras de leite materno de mães de Uruçuí (497 km de Teresina), município dos Cerrados com agricultura de larga escala de soja, milho, algodão e sorgo, estavam contaminados pelo agrotóxico. Também foram constatadas que 46,1% das amostras do leite são das mães do município de Oeiras (278 km da capital).

Inácio Pereira Lima analisou 62,5% das amostras coletadas em Oeiras e Uruçuí, detectando-se presença de glifosato ou ácido aminometilfosfônico em 64% delas. “Conclui que foi alta a contaminação do leite materno pelo agrotóxico glifosato, comprovando-se sua gravidade e importância, enquanto fator de risco à saúde da mulher e da criança”, apontou Inácio Pereira Lima, em sua dissertação “Avaliação da contaminação do leite materno pelo agrotóxico glifosato em puérperas atendidas em maternidades públicas do Piauí”, apresentada no Mestrado, feito no Programa de Pós-Graduação em Saúde da Mulher, do Centro de Ciências da Saúde (CCS), da Universidade Federal do Piauí.

O leite foi coletado de puérperas, que são as mulheres que estão na situação de pós-parto. Nesta fase, o corpo da mulher está em processo de recuperação da gravidez, sofrendo uma série de modificações físicas e psicológicas. Durante o puerpério, a mulher é clinicamente chamada de puérpera.

A coleta do leite foi feita em 164 mulheres em pós-parto em Teresina; em 27 mulheres em Oeiras e 13 no município de Uruçuí.

A pesquisa foi feita com mães que eram à luz na Maternidade Dona Evangelina Rosa, em Teresina; no Hospital Regional Dirceu Arcoverde, de Uruçuí, e; no Hospital Regional Deolindo Couto.

Fonte: meionorte.com

Comentários

Nenhum comentario realizado para esta materia
 
  • Diretor Proprietário
    Edson de Sousa Costa
  • Repórteres
    Edson Costa
    Jailson Dias
    Marta Soares
  • Revisão
    Equipe
  • Departamento Comercial
    Edson Costa
  • Folhaatual.com.br - Rua Coelho Rodrigues, 403 - 2º Andar - Centro - Picos - Piauí - Fone: (89) 3422-6652