Picos(PI), 18 de Novembro de 2018

Política
:::
Juiz e advogados comentam decisão que cassa mandato do Pe. Walmir
Postado em 11/07/2018 por Redação
Decisão teve grande repercussão popular em Picos.
Tamanho da fonte A A
Reprodução
Foto: ASCOM/ Campanha Eleitoral

Na manhã desta quarta-feira (11) o juiz da 62ª Zona Eleitoral de Picos, José Airton Medeiros de Sousa, julgou procedente a Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) que pede a cassação do mandato do prefeito de Picos, Padre José Walmir de Lima (PT), e do vice-prefeito, Edilson Alves de Carvalho (PTB).

A ação que acusa o prefeito de Picos de abuso do poder econômico e político estava tramitando há mais de um ano no Cartório Eleitoral de Picos. O resultado foi comemorado em alguns pontos da cidade com fogos de artíficos.

Sobre a decisão, o juiz, José Airton Medeiros de Sousa, em entrevista a uma emissora de rádio local, frisou que a decisão foi tomada com base nos autos do processo sem sofrer qualquer interferência ou pressão política.

“Era o único processo que ainda estava pendente na 62ª zona eleitoral. A decisão em 1° grau não afasta o prefeito e o vice do mandato. Toda decisão  do juiz é tranquila com base nas provas decorrentes dos autos e não sofri pressão para julgar o caso”, afirmou o juiz.

Um dos advogados de acusação que representa a Coligação “Pra cuidar da nossa gente”, Antônio José de Carvalho Júnior, comentou que a decisão era aguardada pela parte denunciante já que foram reunidos áudios, vídeos e matérias jornalísticas que atestam o abuso de poder político e econômico.  

“Essa era uma decisão esperada pelo povo de Picos, que fosse feita justiça, afinal o povo de Picos acompanhou o desenrolar da eleição municipal. Reunimos muitas provas e foram levadas a processo com bastante fundamentação. Assim, o juiz julgou procedente nossas alegações. Estamos confiantes que nas próximas instâncias a justiça vai manter a cassação e novas eleições possam ocorrer”, avaliou Antônio José de Carvalho Júnior.

O procurador da Prefeitura de Picos, Maycon Luz, afirmou que a assessoria jurídica do prefeito de Picos vai recorrer da decisão no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI). Ele afirmou que o prefeito Padre Walmir está tranquilo e o trabalho vai continuar.

“Estamos cientes dessa decisão e não há nada fora do normal, pois a cassação do mandato é algo previsto no processo eleitoral. Conversei com o Padre Walmir, ele está muito tranquilo e vamos continuar o trabalho e recorrer da decisão", disse.

Diante do julgamento em primeira instância que pede a cassação do prefeito Padre Walmir de Lima, a defesa pode recorrer da decisão no TRE-PI e o gestor continua exercendo mandato eletivo. Em segunda instância, a Suprema Corte julgando procedente a cassação, a defesa ainda pode interpor recurso junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mediante o parecer do TSE pedindo a cassação do Padre Walmir novas eleições poderão ser realizadas e ele é afastado do mandato permanecendo inelegível por oito anos.

Comentários

Nenhum comentario realizado para esta materia
 
  • Diretor Proprietário
    Edson de Sousa Costa
  • Repórteres
    Edson Costa
    Jailson Dias
    Marta Soares
  • Revisão
    Equipe
  • Departamento Comercial
    Edson Costa
  • Folhaatual.com.br - Rua Coelho Rodrigues, 403 - 2º Andar - Centro - Picos - Piauí - Fone: (89) 3422-6652