Picos(PI), 18 de Dezembro de 2017

Saúde
:::
Profissionais de saúde participam de capacitação para testes rápidos
Postado em 05/08/2017 por Paula Monise
A habilitação é realizada pela SESAPI instruindo executores para exames de HIV, Sífilis e Hepatite B e C
Tamanho da fonte A A
Participantes da capacitação de testes rápidos
Foto: Saionária D'arc

Por Saionária D'arc

Encerrou na última sexta-feira (04) a capacitação para executores em testagem rápida de HIV, Sífilis e Hepatites B e C, habilitação realizada por uma equipe da Secretaria de Saúde do Piauí (SESAPI), através da Coordenação de Doenças Transmissíveis. O curso teve início na ultima quinta-feira (03) no auditório da FUNASA, que fica localizado no Bairro São Vicente, em Picos-PI.

O projeto tem como objetivo principal desafogar a realização de testes rápidos que até o momento são realizados no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), capacitando os profissionais de saúde da Clínica Integrada de Saúde da Mulher (CLISAM), os 45 enfermeiros das 36 UBSs de Picos, incluindo nesse grupo os profissionais do CTA que também estão em treinamento. Estima-se que até o final deste ano essas unidades de saúde em treinamento estejam disponibilizando esses exames.

“O CTA é responsável pelo atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade. Por isso estamos buscando capacitar os profissionais da saúde pública para realizaram esses testes rápidos em toda a população quando os solicitarem. Esses profissionais após realizarem o atendimento em seguida farão o encaminhamento dos usuários ao serviço especifico para tratamento caso o resultado seja reagente”, ressaltou a coordenadora estadual de Doenças Transmissíveis, Karinna Amorim.

No primeiro dia, durante os horários manhã e tarde foi entregue o material didático, com explanação geral dessa capacitação, seguida da contextualização através da dinâmica “Quebrando Rótulo” que visa preparar esses executores a não rotulação de possíveis grupos específicos de riscos, pois segundo Karinna Amorim, todas as pessoas que praticam atividade sexual desprotegido de preservativo, automaticamente, se enquadra no comportamento de risco. Finalizando com aconselhamento que se divide em três momentos o pré-aconselhamento, pratica do teste e Pós-aconselhamento.

A Assistente Social da SESAPI, Thâmara Beatriz Fernandes esclarece sobre esse aconselhamento:

 
   

“Os profissionais de saúde têm que buscar a melhor forma de acolher e abordar os pacientes que os procurarem para a realização dos testes. Terão que ser imparciais, sem julgamento, mesmo o facial, isso é de suma importância para que o usuário se sinta seguro a aceitar a testagem e não haja constrangimento, independente de qual seja o resultado do exame. É aconselhável que todos que tenham uma vida sexual ativa façam essa testagem. O resultado é extremamente sigiloso”, ressaltou.

No ultimo dia, também nos horários manha e tarde acontece a abordagem teórica e especifica de cada doença em discussão. Concluindo com a demonstração da prática de testes rápidos e a forma correta da leitura dos mesmos, relacionando os serviços de tratamento para o qual devem encaminhar o paciente, caso o resultado do exame seja positivo.

Comentários

Nenhum comentario realizado para esta materia
 
  • Diretor Proprietário
    Edson de Sousa Costa
  • Repórteres
    Edson Costa
    Jailson Dias
    Marta Soares
  • Revisão
    Equipe
  • Departamento Comercial
    Edson Costa
  • Folhaatual.com.br - Rua Coelho Rodrigues, 403 - 2º Andar - Centro - Picos - Piauí - Fone: (89) 3422-6652